Idioma:

Novo game simula guerra entre polícia e bandidos nas favelas cariocas‏

18 de abril de 2013 | Em Curiosidades | 936 visualizações | Por

Clique e compartilhe: 


Um ambiente tenso entre o asfalto e a favela. É nessa atmosfera que se passa o novo game Favela Wars, produzido pela Nano Studio, onde o jogador tem cerca de 15 minutos para travar uma guerra entre polícia e bandido. O game, disponível (por enquanto) em versão beta, é jogado pela web e nasceu de uma situação real, quando o idealizador passou por momentos perigosos na cidade do Rio. Para jogar, basta acessar http://beta.favelawars.com

Favela WarsA inspiração inicial surgiu em 2011, quando Dan Eisenberg, CEO da Nano, viveu um marcante episódio na Linha Vermelha, umas das principais vias expressas do Rio de Janeiro. Dan ficou preso no trânsito, sozinho, em plena luz do dia, próximo a um tiroteio entre bandidos e a polícia. A solução que muitos motoristas adotaram foi sair de ré em meio ao engarrafamento e fugir da sensação assustadora em meio ao silêncio recortado por barulho de tiros bem de perto.

Depois de uma experiência dessas, muitas pessoas ficariam traumatizadas. Mas a forma que ele encontrou para conviver com esse pesadelo foi adaptá-lo e transformá-lo em um jogo de estratégia. Na prática, o jogo nasceu com o patrocínio de investidores, que são sócios da Nano Game Studio e apostaram quase um milhão de reais na empreitada do Favela Wars. Totalmente online e interativo, multiplayer, multi plataforma, e pode ser jogado nas redes sociais, entre amigos.

O Favela Wars se passa no Brasil, no ano de 2041, mais precisamente no Rio de Janeiro, em um ambiente de violência e guerra urbana. Mas é um jogo de fantasia que inclui o bem e o mal. São heróis e vilões da realidade do Rio de Janeiro, no melhor estilo Tropa de Elite. “Afinal, quem vai esquecer os dias fatídicos acompanhados pela TV como a instalação da UPP no Alemão ou a prisão do Ném na Rocinha?”, indagou em tom de retórica, Dan Eisenberg.

“Se você acha que quem joga videogame vai sair por aí dando tiro, então você também acredita que quem fica jogando Farmville no Facebook o dia inteiro vai virar fazendeiro”, brinca Dan ainda lembrando dos noticiários e filmes violentos.

A produtora mantém o foco nos itens como armas e equipamentos, que podem ser comprados na loja virtual com cartão de crédito, cartão pré-pago e via pay-pal, e lançará alguns itens para compor de maneira customizada cada personagem, como camisas de time, bonés, entre outros. Em um futuro próximo, a intenção é atualizar o jogo com eventos factuais que realmente remetam à realidade. As versões para iOS e Android Também chegarão em breve.

A trilha sonora chama a atenção e foi inspirada no Brasil, mixando o som da capoeira ao ar futurista da música eletrônica, criando um clima totalmente Sci-Fi. O intuito era montar uma atmosfera que entrasse em harmonia com o jogo. A composição e execução são do Werther Azevedo, um dos sócios da Nano Game Studio.

Cada partida dura em torno de 15 minutos e a guerra só termina quando todos os personagens caem. O equilíbrio é fundamental, principalmente na hora de fazer a escolha das figuras que serão utilizadas, pois cada uma tem características específicas que alteram a estratégia que será tomada. Todos foram criados pela equipe do Favela Wars, têm nomes fictícios e suas vozes foram gravadas por dubladores profissionais. Dentre os elementos do tráfico, um dos mais inusitados é o “Sequela” – apresenta o estereótipo de um “cracudo”, usa como arma uma seringa, e o líquido que é injetado tanto pode ser veneno quanto antídoto.

A produção do Favel Wars começou em fevereiro de 2012. Ao longo do tempo contou com 13 pessoas na equipe: programadores de game e de web, modelador 3D, artistas, ilustradores, web designers, game designer, compositores musicais, scrum master (project manager), estagiários e CEO.

O game tem dificuldade moderada e vozes em português. Não existem drogas explicitas no jogo, assim como não há crianças ou sexo. Para saber mais sobre o game acesse: http://www.favelawars.com/br.html Para jogar a versão beta acesse: http://beta.favelawars.com/

Trailer do jogo: http://www.youtube.com/watch?feature=player_embedded&v=Khzko_IzT54

Perfis:

Peter Hansen, Diretor de Desenvolvimento: um dos mais experientes desenvolvedores de jogos do Brasil, com mais de 30 títulos vendidos desde 2004. Tem uma grande vivência em desenvolvimento de games para celular e multiplataforma, para iPhone, iPad, Android, Blackberry, BREW, J2ME, Symbian e plataformas Flash. Bacharel em Ciência da Computação pela PUC-Rio, ele fundou Nano estúdio no início de 2007.

Werther Azevedo, chefe de Design e Arte: um experiente designer interativo, professor e músico. Trabalhou na indústria web entre 2004-2010, sendo envolvido em projetos de grande porte para as principais empresas brasileiras. Desde 2010, realiza um sonho antigo de trabalhar na indústria de games. Professor de áudio digital na Universidade PUC-Rio e tem sido destaque na mídia, falando sobre música em games. Compositor da trilha sonora do Favela Wars.

Dan Eisenberg, 31 anos, CEO: Administrador de empresas com pós-graduação no IBMEC. Diretor da CNS Nacional de Serviços, uma das principais empresas de outsourcing no Brasil. Nasceu e vive no Rio de Janeiro, Graduado em Ciência da Computação na PUC-Rio especialista em tecnologia e gestão de projetos de desenvolvimento de software. Formou-se em música na Inglaterra, pela Drumtech (bateria e percursão) e pelo The Recording Workingshop (produção musical). MBA pelo IBEMEC em Gestão Empresarial. Entrou para a equipe da Nano quando foi convidado por Peter Hansen e Werther Azevedo.

Sobre a Nano Studio

Uma empresa dedicada ao design e desenvolvimento de experiências interativas e entretenimento digital para dispositivos móveis. Fundada por profissionais com mais de 6 anos de experiência no segmento mobile, a empresa veio ao mercado com a proposta de desenvolver games e aplicativos de qualidade para celulares. A eficiência e seriedade da equipe logo conquistaram marcas como Endemol, Nickelodeon, MTV, Pepsi e Unilever.

Realiza trabalhos em diferentes plataformas, como celulares, feature phones, smartphones e web. E apresenta títulos que rodam em mais de 800 aparelhos de diferentes fabricantes e especificações técnicas, disponíveis nas principais operadoras brasileiras e em lojas virtuais como Apple App Store, BlackberryApp World, Nokia Ovi Store e Qualcom.

Nano Games

A Nano Games é o braço da Nano Studio especializado em entretenimento digital para todo tipo de plataforma. Com foco exclusivo em games, conta com uma equipe de nerds apaixonados, que são capazes de discutir por horas a diferença entre Mario e Sonic. Elabora soluções divertidas para clientes e parceiros e projeta games, criando experiências memoráveis e estimulantes.

Alguns jogos da Nano:

• DANCIN’ RIO

• BRAZOOKA SOCCER

• MTV MINI OLIMPÍADAS

• IMUZDB QUIS

Apps:

• GILBERTO GIL

• BOA DICA

• AXE TWIST THE DICE

• BIRITÔMETRO

De Ivaiporã/PR, Engenheiro de Computação, Administrador do Grupo Dicas em Geral. Apaixonado por Tecnologia e Informática.



Deixe seu comentário

Um pouco sobre nós

    O Grupo Dicas em Geral surgiu em 2007 a partir de idéias inovadoras sobre solução de problemas enfrentados diariamente por quem utiliza a Tecnologia e Informática, tanto usuários comuns quanto técnicos. Mas onde surgiu, por quê e qual é o propósito deste site?

Clique aqui e conheça!

Siga o Dicas em Geral no Google+

Vídeo da Semana