Idioma:

Da cozinha ao banheiro, aparelhos vão conectar toda a casa

8 de janeiro de 2011 | Em Inovação | 270 visualizações | Por

Clique e compartilhe: 


Da cozinha ao banheiro, aos poucos toda a casa passará a contar com aparelhos inteligentes, permitindo ajustar o consumo de energia e acompanhamento à distância.

Cédric Hutchings, diretor-geral da empresa Withings, diz que “os aparelhos inteligentes não impõem novas rotinas, pelo contrário, são discretamente inteligentes”, acrescentando aos objetos de uso familiar novas possibilidades.

Fulton tl

Essa pequena empresa francesa chamou a atenção na CES (Consumer Electronics Show) de Las Vegas, nos Estados Unidos, com aparelhos modestos: balanças, tensiômetros ou aparelhos de vigilância do quarto das crianças, com monitores ou telefones. Os dispositivos transmitem, armazenam e analisam os dados recolhidos, e até no caso do “babá eletrônica”, podem ser controlados à distância.

De uma forma geral, todo o setor de eletrodomésticos arrumou um lugar, neste ano, na CES, como a General Electric, apresentada pela primeira vez em mais de 30 anos, a americana Kenmore ou ainda a coreana LG: máquinas de lavar roupas, secadoras, geladeiras, fornos, aquecedores de água. Todos esses aparelhos prometem programação fácil e, sobretudo, a possibilidade de diminuir o consumo de eletricidade.

A que mais impressionou foi a empresa Fulton, fornecedora de grandes marcas. Ela apresentou os novos avanços de sua tecnologia eCoupled, que anuncia a possibilidade de administrar os armários de cozinha como uma mercearia hi-tech, graças a transmissores colocados nas embalagens: informações como “o suco de laranja está quase acabando” ou “os iogurtes vão estragar em breve” poderão ser vistas em seu celular.

Para Joseph McGuire, presidente da AHAM, associação americana do setor, essas inovações beneficiam “um grande apoio em nível federal”, como, por exemplo, de créditos tributários em favor dos aparelhos de menor consumo. Mas “será o consumidor que determinará o sucesso deles”, sendo a economia de eletricidade a principal motivação.

Nos próximos anos, quando os “medidores inteligentes” se tornarem comuns, e o setor tiver entrado em acordo sobre uma ou duas normas gerais para circular informações de um aparelho para o outro, os fabricantes prometem desenvolver aparelhos para evitar os picos de consumo.

Os aparelhos da Kenmore e da LG já estão equipados com uma tecnologia que permite que o serviço pós-venda analise um mau funcionamento ou uma pane à distância, com a transmissão de um sinal sonoro por telefone, sem deslocamento. O processo de conserto é assim otimizado e simplificado.

De Ivaiporã/PR, Engenheiro de Computação, Administrador do Grupo Dicas em Geral. Apaixonado por Tecnologia e Informática.



Um pouco sobre nós

    O Grupo Dicas em Geral surgiu em 2007 a partir de idéias inovadoras sobre solução de problemas enfrentados diariamente por quem utiliza a Tecnologia e Informática, tanto usuários comuns quanto técnicos. Mas onde surgiu, por quê e qual é o propósito deste site?

Clique aqui e conheça!

Siga o Dicas em Geral no Google+

Vídeo da Semana