Idioma:

Especial IPv6: restam 64 milhões de endereços na América Latina

29 de janeiro de 2011 | Em Notícias | 195 visualizações | Por

Clique e compartilhe: 


A América Latina e Caribe dispõem ainda de 64 milhões de endereços na versão IPv4 de protocolo de internet. A previsão foi feita por Neil Rickard, analista do Gartner, em entrevista. “Pode parecer muito, mas com as taxas de crescimento que temos na América Latina, não é”, disse Rickard.

O especialista disse que não é possível especificar a proporção deste total que é direcionado ao Brasil, uma vez que o órgão responsável pela liberação dos endereços é a Iana (sigla em inglês para Internet Assigned Numbers Authority).

A web passa por um momento de transição importante. O lote v4 conta, em sua totalidade, com aproximadamente quatro bilhões de domínios, dos quais, a grande maioria já foi adquirida por diversos usuários ao redor do mundo. Desta forma, é necessária a utilização do novo modelo de domínios, o IPV6, que, conforme a Internet Society, promoverá quatro bilhões de vezes mais espaço que a antiga geração.

ipv6Porém, há uma mudança estrutural de tecnologia importante a ser feita para que IPv4 e IPv6 convivam em “paz”. À medida que novos usuários utilizarem, por exemplo, smartphones da geração IPv6, é necessário que as linhas de telecomunicação consigam prover sinal para esse tipo de aparelho.

O mesmo acontece com websites: uma companhia que tiver sua página na internet no modelo IPv4 atenderá aos leitores que tenham acesso à rede por esse protocolo. Contudo, aquelas que tiverem entrado no novo modelo não terão. “Uma companhia aérea, por exemplo, poderá perder vendas se o seu cliente não conseguir comprar passagens pelo site”, exemplificou o especialista do Gartnert.

Passos de formiga

De acordo com Rickard, a adoção mundial do protocolo v6 caminha a passos de formiga. “Provavelmente há mais adoção na área militar dos Estados Unidos do que em todo o resto do mundo junto”, disse, explicando que uma ordem daquele país estabelece que governo e área militar devem acelerar a utilização do novo protocolo.

“Um dos desafios da adoção é que muitas empresas querem que seja um problema do outro”, disse o especialista. Por exemplo: diversas companhias utilizam endereço privado para suas soluções de intranet, lançando mão de sites abertos apenas quando querem “falar com o mundo”. “Elas não precisam de endereços IPv6 para URLs ou para telefones ainda. Elas pensam: se existem pessoas no mundo que precisam utilizar a versão 6, são elas que precisam traduzir, não eu”, continuou.

Desta forma, Facebook, Google e Yahoo se juntaram à rede provedora de conteúdo Akami, à Limelight Networks e à Internet Society para o primeiro grande teste de escala global do novo protocolo de internet. A data escolhida é 8 de junho de 2011, o Dia Mundial IPv6 (World IPv6 Day), que consistirá em 24 horas de degustação da nova tecnologia.

“Isso reduzirá em boa parte a necessidade de tradução do tráfego da internet, por essas entidades representam grande parte da navegação”, finalizou o especialista. O número de usuários de internet no mundo alcançou os 2 bilhões de pessoas, anunciou nesta a União Internacional de Telecomunicações (UIT). O número de assinaturas de telefones celulares também alcançou um número marco de 5 bilhões.

De Ivaiporã/PR, Engenheiro de Computação, Administrador do Grupo Dicas em Geral. Apaixonado por Tecnologia e Informática.



Um pouco sobre nós

    O Grupo Dicas em Geral surgiu em 2007 a partir de idéias inovadoras sobre solução de problemas enfrentados diariamente por quem utiliza a Tecnologia e Informática, tanto usuários comuns quanto técnicos. Mas onde surgiu, por quê e qual é o propósito deste site?

Clique aqui e conheça!

Siga o Dicas em Geral no Google+

Vídeo da Semana