Idioma:

MPF quer acabar com avisos sobre blitze

14 de fevereiro de 2012 | Em Informática e Tecnologia | 155 visualizações | Por

Clique e compartilhe: 


blitze detranO Ministério Público Federal em Goiás (MPF-GO) se manifestou nesta terça-feira contra à ação da Advocacia-Geral da União (AGU) que pede o bloqueio de contas do Twitter que difundem informações sobre os locais e horários de blitze policiais no Estado. A Procuradoria Regional dos Direitos do Cidadão quer o indeferimento da petição inicial da AGU ou a extinção do processo, considerando a proposta “inútil”.

De acordo com o procurador Ailton Benedito, a petição é inepta por não satisfazer requisitos fixados pelo Código de Processo Civil, além de não ter “interesse útil” à alteração da “realidade prática”. “É absolutamente irracional, desde a pressuposição de convivência em sociedade aberta, constituída sobre os alicerces de liberdade, que se divise alguma possibilidade de se impedir o livre fluxo de informações pela internet”, afirma Benedito.

Segundo o MPF-GO, “tentativas com esse desiderato mostram-se, em regra, não somente inúteis como também contraproducentes. Sobretudo, se o Estado-governo pretender impor tais limitações de forma genérica e abstrata, a fim de inibir a prática de crimes. Nesses casos, as autoridades públicas jamais conseguem fechar todas as portas abertas aos criminosos, que, ordinariamente, sempre desenvolvem novas formas de comunicar e se organizar para suas práticas delituosas, escapando dos débeis limites estatais”.

Com informações de tecnologia.terra.com.br

Webdesigner, Técnico em Hardware, Técnico em Mecatrônica e estudante de Medicina.



Um pouco sobre nós

    O Grupo Dicas em Geral surgiu em 2007 a partir de idéias inovadoras sobre solução de problemas enfrentados diariamente por quem utiliza a Tecnologia e Informática, tanto usuários comuns quanto técnicos. Mas onde surgiu, por quê e qual é o propósito deste site?

Clique aqui e conheça!

Siga o Dicas em Geral no Google+

Vídeo da Semana